PUC do Peru busca acordo de última hora para manter título de “Pontifícia”

Provável vitória do cardeal Juan Cipriani, Arcebispo de Lima

Há pouco mais de um mês, falamos neste post sobre a situação da Pontifícia Universidade Católica do Peru (PUCP), que recentemente passou por um processo de reavaliação pelo Vaticano.  Nos últimos dias saíram novidades importantes: a PUCP tem manifestado o interesse de manter o título de “Pontifícia”.

Para lembrar: depois de perceber que muitos professores e alunos estavam se desviando ideologicamente do pensamento da Igreja, o cardeal peruano Dom  Juan Luis Cipriani Thorne, Arcebispo de Lima, pediu para exercer o direito de escolher o reitor da PUCP entre três nomes definidos em assembleia universitária. Para que isso ocorresse, seria necessário modificar os estatutos da universidade, que atualmente conferem à assembleia a eleição do reitor. O reitor  Marcial Rubio e muitos alunos acusaram perda de autonomia.

Após avaliar o caso, em fevereiro a Santa Sé pediu mudanças nos estatutos, para que ficassem em conformidade com a constituição apostólica Ex Corde Ecclesiae, que rege as universidades católicas Esse documento foi promulgado em 1990 pelo Papa João Paulo II, com objetivo de esclarecer o que é esperado de uma universidade pontifícia.

A Igreja Católica estabeleceu a Páscoa como prazo final para um acordo. E, hoje, a quatro dias da Páscoa, a PUCP anunciou que ainda há alguns impasses, mas se chegou ontem “a um acordo que permitiu a elaboração de uma proposta comum de reforma do Estatuto da Universidade e um documento que põe fim a todos os processos judiciais sobre a herança do Sr. José de la Riva-Agüero”, doador do terreno onde está a PUCP. Ele vinculou a herança à sua utilização obrigatória por uma universidade pontifícia.

Campus da PUCP

Com isso, a universidade provavelmente deve manter o caráter pontifício. As autoridades da Igreja ainda não confirmaram um acordo definitivo, mas Cipriani havia dito dias atrás que estava “otimista” com essa questão.

Segundo o site da PUCP, a proposta leva em conta que “a reitoria recebeu da Assembleia a indicação de dialogar com as autoridades da Igreja para manter o caráter católico e pontifício da Universidade, preservando sua autonomia”.

Segundo o site Catholic Culture, a perda do título de “Pontifícia” teria sérias implicações para a PUCP. Se a universidade quisesse declarar “independência” teria de abrir mão de suas propriedades, que poderiam ser repassados para a Arquidiocese de Lima, por causa da vinculação da herança do benfeitor.

De qualquer forma, trata-se de uma solução provisória para o caso. Digo provisória porque se a PUCP continuar fugindo das diretrizes ideológicas que Cipriani e a Igreja consideram mais adequadas, muito provavelmente haverá outros tipos de intervenção, o que deixará alguns professores e alunos novamente insatisfeitos, retomando o ciclo de conflitos.

Mas, se tudo se confirmar, por enquanto o cardeal Cipriani terá conseguido alinhar a universidade à Ex Corde Ecclesiae, diretriz que precisa ser seguida por qualquer universidade da Igreja.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Igreja, Igreja no Mundo, Vaticano

Uma resposta para “PUC do Peru busca acordo de última hora para manter título de “Pontifícia”

  1. Pingback: O drama da PUC do Peru | Praça de Sales

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s