Pergunta: Qualquer vinho pode ser usado na celebração das missas?

Papa Bento XVI

A pergunta acima surgiu nesta semana durante um papo informal entre colegas jornalistas. Resolvi, então, aproveitar a deixa para registrar o tema aqui no blog, pois se trata de uma curiosidade bastante comum.

A resposta é não. Na verdade, a Igreja Católica tem orientações claras para o vinho que deve ser usado nas missas. Essa indicação está na instrução Redemptionis Sacramentum (texto completo aqui). O motivo das recomendações é o fato de que, para os católicos, durante a missa o vinho se torna o sangue de Jesus Cristo. Por isso, são exigências que visam a manter o caráter sagrado da celebração.

Pede-se que o vinho usado seja puro, natural e, lógico, de uva. Não pode ser qualquer vinho, não pode ter substâncias como conservantes, aromas, entre outras. Diz o texto: “Está totalmente proibido utilizar um vinho de que se tem dúvida quanto ao seu caráter genuíno ou à sua procedência, pois a Igreja exige certeza sobre as condições necessárias para a validade dos sacramentos.”

A Instrução Geral para o Missal Romano (livro usado na celebração das missas) recomenda que: “Tenha-se grande cuidado em que o pão e o vinho destinados à Eucaristia se conservem em perfeito estado, isto é, que nem o vinho se azede nem o pão se estrague ou endureça tanto que se torne difícil parti-lo” (nº 323).

Para ajudar nessa escolha do vinho, as lojas de artigos religiosos vendem o chamado “Vinho Canônico”, popularmente conhecido como “vinho do padre”. Esse vinho está dentro das exigências. Usado em pequenas quantidades, costuma ser bastante licoroso, muito doce e ter elevado teor alcoólico, para manter sua conservação por períodos longos. Saiba mais sobre as características e origem no interessante blog do jornalista Beto Gerosa, sobre vinhos.

SUCO DE UVA – Em alguns casos raros, o bispo diocesano de cada Diocese pode admitir que a celebração seja feita com suco de uva, mas ainda assim não é qualquer suco. Geralmente é o chamado “mosto”, que, na verdade, é quase um vinho sem álcool. É o vinho antes do processo de fermentação. O suco de uva comum, aquele que compramos no supermercado, é proibido.

Este comunicado do bispo diocesano de Santo André, Dom Nelson Westrupp, resume os casos em que o suco de uva natural pode ser admitido: “falta de vinho (como acontece na região de Nova Guiné, na África); problemas de saúde do padre; problema de alcoolismo”.

Se tais normas não são seguidas, a Igreja considera o sacramento inválido. Em outras palavras, fora dessas condições, para a Igreja Católica a Eucaristia não foi celebrada.

Envie você também sua dúvida sobre a Igreja nos espaços para comentários ou para o e-mail pracadesales@gmail.comveja aqui as outras perguntas já respondidas neste blog.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Igreja, Outras crenças, Perguntas

2 Respostas para “Pergunta: Qualquer vinho pode ser usado na celebração das missas?

  1. Vinícius

    Interessante artigo.

    Vale lembrar, se alguém vir por aí, que a cor do vinho também não é empecilho para uma válida celebração.

    Digo isso porque entre os Arautos do Evangelho, por exemplo, há o costume de utilizar-se vinho branco. Embora distancie um pouco da alusão ao sangue de Cristo, não deixa de preencher os requisitos do direito para a validade. Portanto, é lícito.

    Agora deem licença, que vou tomar uma taça de vinho. Seco, porque ninguém merece vinho canônico como aperitivo rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s