Pergunta: Como faço para anular meu casamento na Igreja Católica?

A questão que dá título a este post é bastante recorrente e vamos procurar responder da forma mais objetiva possível. Falar de casamento e, mais do que isso, de separação, é sempre delicado. Para responder com mais precisão, buscamos a ajuda do servidor do Tribunal Eclesiástico de Niterói George Antunes de Abreu Magalhães. Fizemos contato com ele pela internet, após ler um artigo sobre o tema no site Presbíteros.

Antes de responder à questão, é necessário lembrar que, para a Igreja Católica, não existe “anular” um casamento. Nenhum sacramento pode ser anulado, e o matrimônio é um sacramento. Para a Igreja, anular seria desfazer o que já foi feito. O que existe é analisar toda uma situação e chegar à conclusão de que o sacramento não teve validade.

Portanto, “declarar nulidade” é diferente de “anular”. Declarar nulidade é dizer que o sacramento nunca existiu, pelo motivo X ou Y. Não se trata, tampouco, de um divórcio, pois, se o casamento é válido, para a Igreja a separação é impossível.

Há uma série de critérios para que um casamento seja considerado válido e não vamos detalhar porque seria repetir o que já está dito (você encontra detalhes no Direito Canônico, conjunto de leis que regem o funcionamento da Igreja Católica, e por aí na internet). Mas podemos citar um dos mais importantes: ambos os noivos precisam se casar de livre e espontânea vontade. Um casamento forçado, por exemplo, não tem validade.

O especialista em Direito Canônico George Magalhães relata em seu blog os casos que podem levar à nulidade matrimonial.  Outro exemplo: uma pessoa que não é batizada precisa notificar a Igreja  disso antes de se casar. O casamento é possível (com “Disparidade de Culto”), mas se isso não for avisado antes para que as medidas cabíveis sejam tomadas, o sacramento não tem validade. Um terceiro exemplo: religiosos com votos perpétuos ou homens ordenados (padres e diáconos) não podem contrair casamento válido.

Mas, segundo Magalhães, atualmente um dos casos que mais levam os casais a pedir a declaração de nulidade é o de gravidez antes do casamento. “As pessoas acabam casando a fim de ‘reparar um erro’ seja espontaneamente ou porque foram forçados a se unirem pelos familiares, coagidos moralmente, com violência ou ameaça”, explica. Um caso como esse, especificamente, poderia se enquadrar como “falta de liberdade interna” ou “temor reverencial”.

Mas ainda não respondemos à pergunta. O mais difícil dessa história da nulidade é descobrir e provar por que o cassamento foi inválido. Para isso, é preciso abrir um processo em um Tribunal Eclesiástico – responsável pelas questões do Direito Canônico.

Magalhães nos esclarece que para dar entrada no processo de nulidade matrimonial é necessário procurar o Tribunal Eclesiástico ou a Câmara Eclesiástica que tem jurisdição sobre a diocese onde ocorreu o casamento. Não são todas as dioceses que têm tribunais próprios. A informação sobre qual é o tribunal competente para julgar uma determinada causa pode ser obtida na Cúria (administração) da diocese onde foi realizado o casamento.

No tribunal, “a pessoa interessada contará a sua história”, diz o canonista. “Aconselho que faça um exercício antes e escreva os fatos ocorridos durante o namoro, o noivado, o casamento e o motivo da separação, sem esquecer de levantar fatos relevantes de cada uma das partes ocorridos quando ainda nem se conheciam, como violência sexual durante a infância, por exemplo.”

Enfim, todo detalhe pode ajudar a mostrar a complexidade da situação. “Havendo viabilidade ou indícios para investigar o caso, o Tribunal indicará um especialista que atuará como advogado da causa”, afirma Magalhães. “Via de regra o tribunal nomeia seus advogados.”

Para dar continuidade ao processo serão necessários documentos e testemunhas. Neste link você encontra a relação de documentos necessários. De acordo com Magalhães, a análise do processo pode levar cerca de dois anos e meio, pois passa por duas instância, cada uma com três juízes.

“As partes e as testemunhas prestarão seus depoimentos em um Tribunal Eclesiástico ou numa Câmara Eclesiástica. Os advogados, o defensor do vínculo (aquele que defende a existência do vínculo matrimonial) e o perito fornecem subsídios a fim de que os juízes formem aquilo que chamamos de ‘certeza moral’ para que, então, eles possam fundamentar os seus votos e prolatar a sentença”, resume.

O custo para dar andamento a um processo desse tipo varia de tribunal para tribunal, pois visa ao pagamento dos funcionários envolvidos e as despesas do próprio tribunal. Sendo assim, é preciso consultá-los. De qualquer forma, o canonista Magalhães alerta que “os casos em que as pessoas possuam dificuldades para arcar com as custas são tratados junto ao tribunal”.

Envie você também sua dúvida sobre a Igreja nos espaços para comentários ou para o e-mail pracadesales@gmail.com e veja aqui as outras perguntas já respondidas neste blog.

Atualizado em 02/08/2012 às 11h50 com o novo cargo do canonista.

68 Comentários

Arquivado em Igreja, Outras crenças, Perguntas

68 Respostas para “Pergunta: Como faço para anular meu casamento na Igreja Católica?

  1. Rita de Cássia Estrela

    Na minha situação eu casei gravida, com medo de meus pais, pois tinha uma vida de total submissão a eles, resolvemos marcar e casar para que eu não sofre com as palavras de violência de meu pai.Mas depois que casamos surgiu a traição por parte de meu esposo que me traiu várias vezes com estranhas e com minha melhor amiga dentro de minha casa.Resolvi então tomar a atitude de me separar. Vivemos casados por 16 anos, temos 3 filhos. Hoje já faz 10 anos que estamos separados e não vivo com ninguém, nunca vivi com outro homem em meu lar. Quais seriam as chances de anular meu casamento, sendo que hoje conheci uma pessoa que me respeita e queremos ter uma vida conjugal, mas abençoada pela igreja?

    • Olá Rita! Não temos condições de dizer para você se as grandes de obter nulidade são grandes ou pequenas, mas seu caso merece ser analisado. Recomendamos que procure o tribunal eclesiástico responsável por sua diocese. Você pode obter essa informação na cúria diocesana (administração da diocese). Sucesso!

  2. Romas Melo

    boa noite tudo bem, gostaria de saber a questão do valor a quem não pode pagar espero respostas obrigado.

    • Olá Romas! Você pode procurar ajuda na Cúria Diocesana da sua Diocese. Muitas dioceses têm recursos destinados a esses casos. Seria ideal você procurar a Cúria ou o Vigário Geral da diocese (sacerdote que tem proximidade com o bispo e um série de responsabilidades). Torcemos por você! Abraços.

  3. A minha situação foi que engravidei, meu Pai simplesmente perguntou e os papéis já deu entrada para casar? A gente se casou no civil, em 18/06/1986. Aos trancos e barrancos fomos levando a vida, meu filho nasceu em 19/01/1987 ele continuou a vida de solteiro e eu levando a sério, com o passar do tempo senti que ele melhorou e resolvi casar na igreja em 07/05/1988, e ainda engravidei de novo,minha filha nasceu em 05/06/1989 tivemos um casal de filhos, mais a situação foi piorando ele levando a vida de solteiro com a mulherada, e usava drogas mesmo escondido de mim, eu em casa cuidando do menino, as brigas eram constantes e em uma delas, levei pancadas na rua, e fiquei com hematomas, resolvi dar queixa dele e nos separamos em 1991, ficamos casados perante a igreja por 3 anos, me divorciei em 23/10/1993. Hoje vivo com outra pessoa que me respeita , temos um filho de 7 anos, ele ficou viúvo agora dia 13/09/2013, e quero ter uma vida conjugal mais abençoada por Deus e pela Igreja, participamos da santa missa todos os domingos, meu filho faz catequese e precisamos nos casar.

  4. Kelly

    Ola, gostaria de saber se ha possibilidade de conseguir nulidade no caso de pessoas que ficaram apenas 9 meses casados, e ha 5 anos ja estao separados, o homem ja tem uma nova companheira a 4 anos,e frequentam a igreja catolica.

  5. Ana Tavares

    Boa tarde. gostaria de receber uma opinião em relação ao meu caso que é o seguinte:sou casada com um homem que é divorciado na igreja, casada apenas por civil, infelizmente, pois o meu maior desgosto é nao ter a benção de Deus. ele quer obter a aunlação do seu casamento religioso visto terem namorado 8 anos , vitima de bruxedos por parte de rapariga que casou com ele e pela minha sogra. casou contrariado por medo do pai da rapariga, mostrando as fotos do casamento que o meu marido parecia estar num velório.apos 1 ano de casamento ela abandonou o lar, dizendo que queria ir para a mãe pois queria liberdade. o meu marido teve mxm que recorrer ao divorcio litigioso….isto ja se sucedeu ha 8 anos… mas infelizmente tambem não tenho posses para pagar a um advogado. gostaria de saber como posso obter ajuda.
    obrigado!

    • Olá Ana, o ideal seria procurar a Cúria Diocesana da sua diocese e, se não te ajudarem, procure conversar com o bispo diocesano ou o vigário judicial e explicar a situação. Agora as coisas devem ser mais acessíveis para todos, a pedido do Papa Francisco.

  6. Roselaine

    eu me casei obrigada pela familia, hoje me separei no cartorio ele ja casou novamente e estou em realcionamento novo e tive um filho gostaria de me casar com meu namorado o que preciso fazer para pedir anulação da igreja pk o do cartório ja me separei…

    • Oi Roselaine, sinto muito pela sua situação. Você deve procurar a Cúria Diocesana e se informar sobre como abrir um processo na diocese onde se casou.

  7. Juliana

    O casal precisa esta de acordo ou basta um dos dois querer a nulidade do casamento?

  8. Juliana

    Pode ser um ponto para nulidade um dos dois não ser batizado, e se não foi crismado pode ser um ponto para a nulidade?

    • Juliana, se um dos dois não foi batizado, provavelmente o casamento foi realizado sob certas condições, como disparidade de culto, por exemplo. Quanto ao Crisma, não é necessário para se casar na Igreja Católica.

    • ariella inacio dos santos

      so eu sou baizada na igreja e separaçao ele ja esta com outra a muito tempo e eu estou com outro

      • Ariella, de qualquer forma, é preciso abrir um processo. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  9. cpp

    Eu casei há 21anos na Igreja de Nossa Senhora dá Saúde no bairro da Saúde em Salvador, Bahia. Na ocasião eu tinha acabado de completar16 anos de idade, e alguns anos depois ocorreu o divórcio no civil. Hoje sou casada há quase 12 anos com outra pessoa no civil e gostaria de saber onde devo me dirigir para dar entrada no processo de nulidade do meu primeiro casamento na Igreja Católica.

    • Você deve procurar o tribunal eclesiástico responsável pela sua diocese. Para saber mais, procure a Cúria Diocesana, que é a administração da diocese.

  10. viviane

    tem um amigo que ele passa pelo mesmo processo, se casou jovem acuado pelo pai da noiva e seu avo, ela era 6 anos mais velha tinha mais experiencia que ele, e ele tem esse arrependimento por ter se casado por se sentir culpado pela gravidez dela e tentar reparar um erro, hoje e ele esta em separação e tambem tem essa curiosidade……. sempre viveram em crises brigas traições e sempre muito arrenpendindo pelo casamento por ter sido desta maneira e ter feito ela sofre, mas na epoca nao teve outra alternativa a nao ser o matrimonio…quero a opinião de voces, nesse caso ela nao teve preparo nao sabia e nem tinha orientação sobre a bibilia ou qualquer quer outro meio, que o matrimonio nao pode ser dissolvido,neste caso de total ignorancia ta parte dele sobre o assunto e as coisas feita as presas….

  11. Grasiele Francini Grigoleto Ragassi

    Gostaria de saber se um casamento feito somente no religioso e nao no civil que teve duraçao de tres meses ainda tem validade na igreja?

    • Grasiele, na Igreja Católica não é possível se casar somente no religioso sem se casar no civil. É melhor que você se informe direitinho na paróquia onde se casou.

  12. gabriela

    O Meu namorado cas ou porque a pessoa em questao estava gravida mas assim que casaram comecaram os desentendimentos, violencia por parte da ex mulher as ameacas. Elle apenas esteve com ela porque havia ameacas de fugir com a filha. Para ele nao foi um casamento com Amor foi forcado. Eu nunca me casei e pretendo casar pela igreja des ta forma elle prétende a anulidade do mesmo

  13. Arlete Nascimento

    Sobre meu namorado ele casou pq a familia da namorada dele na epoca praticamente forçou o casamento por que ja tinha tido relações sexuais entre eles. E depois do casamento ela o traiu varias vezes dentro da propria casa e quando ele descobriu se separou dela.Fora isso eles tambem viviam sempre em brigas e descurções..O casamento so durou 2 anos. Voce acha que tem chance de a gente ganhar essa declaração de nulidade.

  14. Bom pelo que vi,a Igreja dificulta bastante o anulamento do casamento,me casei direto ,não tive tempo de namoro ou noivado,foi loucura mesmo,vivi 22 anos casada nem conhecia ele direito foi só com o tempo,sempre foi responsável não deixava faltar nada em casa ,mais tinha um defeito ignorancia,sabe casamento pra mim era eterno,tentei de todas as formas salvar meu casamento,tentei conversar ,mais foi em vão cansei de ser humilhada por meu marido,diante de filhos e amigos,todos riam achavam graça ,e hoje mesmo separada,não posso me casar novamente porque a igreja vê como adultério,fica complicado vejo que não tem solução o negocio é ficar sofrendo… casamento tem que viver o resto da vida sofrendo pra não ser pecador …será que pra Deus casamento é assim…será que era isso que ele queria dizer ,eu acho que não porque Deus é puro amor e compreensão . pra mim tem que ter amor,dificuldades todos temos ,discussões nada que um bom dialogo não possa resolver,tem que ter lealdade,ser companheiro um do outro ,respeito um pelo outro,não humilhações ,agressões verbais,a ponto de você acabar ficando doente,se eu não tivesse me divorciado ,não sei se estaria aqui …porque foi muito difícil e continua até hoje,tenho ameaças de morte joga meus filhos já adultos contra mim,sempre com mentiras

  15. me casei a menos de um ano e possivel anular esse casamento

  16. Maria

    Olá, eu me casei com um rapaz 12 anos mais novo q eu. Durante o namoro ele mudou muito pois era muito imaturo. Porém, logo no inicio da vida de casado ele demonstrou que continuava exatamente como era antes e hj em dia ele alega sempre que eu “ja sabia quem era ele”. Alem da imaturidade, é muito mentiroso e mulherengo demais. Acho que ele tem dupla personalidade. Pq ha dias que ele é um doce mas ha outros que eu o desconheço. Se torna arrogante e estúpido. Esses são motivos para nulidade?

  17. wilton da silva maria

    boa noite, minha companheira, ela ja foi casada na igreja, e ficou casada pelo menos uns 5 anos, mas durante este tempo; deste o primeiro dia ate o ultimo dia não ouve a consumação do casamento ” ato sexual”, gostaria de saber se em decorrer desta circunstância ela teria condição de conseguir a nulidade do casamento. informando ainda que foi feito o exame de virgindade. obtendo assim um laudo medico. portanto gostaria de saber se o processo levaria o mesmo tempo referente a outros casos. aguardo resposta.

    • Olá Wilton, existe a possibilidade de pedir a abertura do processo por esse motivo. Procure a cúria diocesana da diocese onde ela casou para saber como proceder. Obrigado pelo comentário!

  18. oi fui casada numa igreja brasileira no piaui sou deparada msnao me divociei ele tem agum direito no que tenho

  19. oi eu queria sabe se esse casamento na igreja brasileira precisa se divocia

  20. Patrícia

    Boa noite, o meu ex marido pediu a nulidade do casamento, no entanto o relato que ele escreveu sobre a nossa vida tem mais mentiras do que verdades… como não concordei com o que ele escreveu preferi não dizer nada e para não complicar a situação e nem a minha versão contei… não contactei nenhum advogado do tribunal eclesiástico e este processo já decorre à 1ano… a questão é será que mesmo não tendo um advogado e não dando a minha resposta eu terei algum custo? e como consigo despachar esta situação mais rapidamente? é que o que eu quero mesmo é seguir a minha vida em paz… obrigada

    • Olá Patrícia. Sem você dar uma resposta, o tribunal avaliará o processo com aquilo que tem. Cada caso é diferente, mas o ideal seria que você procurasse um advogado canônico para te informar melhor o que fazer. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  21. Monica Rebello

    Boa Noite, gostaria de saber, se poderei pedir a nulidade do meu casamento, casei em Portugal, o meu ex marido era um apessoa antes, do casamento e depois mudou a sua personalidade, muito violento tanto fisicamanete como psicologicamente, comigo e com os meus dois filhos, ele depois de 19 anos de casamento pediu o divorcio, eu não queria dar , mas o advogado dele disse que mesmo sem o meu consentimento seria feito o divorcio. Voltei para o Brasil, e durante os 4 anos de divorcio não tive ninguem, meus filhos ficaram na europa pois eles são de la, não quiseram vir comigo. Lutei muiot sozinha com 2 adolescentes e sem familia la na europa. O meu ex marido sempre pensou em primeiro lugar em ter as suas coisas, e eu sempre trabalhei e dava tudo aos nossos filhos. Tive casa e carros, mais nunca me preocupei com coisas materiais e sim em dar o melhor para os meus filhos, e dar bom exemplos e valores. Sempre segui na igreja catolica como praticante, tocando em missas. Agora frequento a minha Paroquia que e de São Pedro em teresopolis -Rj. Então gostaria de saber se posso pedir a nulidade aqui no Brasil ou tem que ser em Portugal? E que gostaria de seguir a minha vida espiritual tranquila, e quem sabe ter outra pessoa na minha vida, ou memso seguir a vida religiosa, trabalho em muitas pastorais e com jovens no ministerio de musica, alem disso ja cxompus 14 musicas de louvor e adoração e estamos prestes a lançar o nosso primeiro CD. Por favor gostaria de uma resposta, obrigada.

    • Olá Monica. Você pode abrir um processo de nulidade sim, mas no seu caso precisará procurar a diocese portuguesa, onde se casaram. Para saber como, procure a Cúria Diocesana daquela diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  22. ROBERTO AMARAL

    EU NAO FIZ PRIMEIRA COMINHÃO E NEN O CRISMA E CASEI MEU CASAMENTO FOI VALIDO ?

    • Caro Roberto, sua paróquia deve ter pedido os documentos necessários antes que você se casasse. Portanto, se consideramos somente essa questão, o fato de ser batizado autoriza o casamento.

  23. Antoni Igor

    Bom dia, gostaria de saber se posso entrar com processo tendo em vista que me separei por que houve traição inicialmente da minha esposa comigo e depois eu com ela. como faço?

    • Olá Antoni. Você pode abrir um processo, mas é preciso avaliar qual era a situação toda do seu casamento, quando começou. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  24. Mariane

    Gostaria de saber, se existe na igreja catolica a separacao, por falta de amor. Por parte de uma pessoa

    • Olá Mariane. A separação como existe na lei civil não existe no casamento religioso católico. O que existe é a declaração de que o casamento nunca existiu, porque foi realizado em circunstâncias problemáticas.

  25. Tatiane Marchiori

    Meu ex-marido saiu de casa sem maiores explicações e um ano depois descubro que ele tinha uma amante já há dois anos antes do fim do casamento.
    Posso pedir a “declaração de nulidade” do meu casamento?

    • Olá Tatiane. O que você pdoe fazer é abrir um processo de nulidade, que confirma ou não se o casamento foi válido. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  26. Oi.boa noite.eu ariella, gostaria que vcs mim ajudasce com essa pergunta.fui casada na igreja pq meu avo que deus os tenha,falou que não queria mulher solteira dentro de casa,casei sem que eu queresce,passei um bom tempo separada,vivendo sem a pessoa.queria saber se eu poderia separar.ele passou muito tempo longe antes dele viajar,fiquei com ele dentro de una casa mas ele saia as 9:00 da noite e só chegava as 3:00 da manha com um cara que gostava muito de farra.agora ele veve com uma mulher e queria mim separar dele

    • Oi Ariella, você precisa procurar o seu pároco ou a cúria diocesana da sua diocese para pedir ajuda e ver como proceder. Cada diocese funciona de um jeito…

  27. Renata

    No meu caso houve traição, a amante engravidou, então separamos. Nós não tivemos filhos, fui casada por 3 anos. Sou católica, vou toda semana à igreja, mas mto me incomoda não poder receber a eucaristia, além disso encontrei um novo amor e seria mto importante para mim casar na igreja. Há possibilidade de anulação neste caso?

    • Olá Renata. A possibilidade sempre existe, mas é preciso abrir um processo de nulidade. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  28. Boa noite,
    Gostaria de rever a minha situação, sou casada há 20 anos, e tive 2 filhos, só que meu marido era já era divorciado, o 1º casamento dele durou 9 meses. A minha pergunta é se podemos pedir o cancelamento do ex-casamento, e por onde começar.
    Aguardo contato, obrigada.
    Rogéria Tavares

    • Olá Rogéria! É preciso ver quais eram as condições quando vocês se casaram, para isso abre-se um processo de nulidade. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  29. Dandara

    Boa tarde!Eu fui casada durante oito anos tenho um filho fruto desse casamento.Mais gostaria de anular meu casamento,pq na vdd o respeito nunca foi o fundamento desse casamento sempre participei das missas só com meu filho,pois meu ex marido costumava criticar a minha participação, não permitia que eu pagasse dízimo pq dizia que ele não iria dar dinheiro para o papa usar ouro do trabalho dele.Usava de violência física e psicológica comigo…em uma ocasião ele chegou a me levar a casa do padre da cidade onde morávamos pq eu fumava e não me orgulho disso,para o padre conversar comigo e me convencer a largar o cigarro, passei por uma situação vexatória, mais o padre foi muito compreensivo já que ele avia ido sozinho e então o padre mandou ele me levar pq ele não podia aconselhar apenas um,e sim o casal….ele sempre bebeu muito e isso tornou se um problema muito sério juntamente com a violência. Então eu gostaria de saber se posso tentar entrar com o pedido de anulação do meu matrimônio, para poder participar plenamente das missas e das atividades da igreja?

    • Olá Dandara. Sinto muito pelo que você sofreu. Você pode abrir um processo para a nulidade. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  30. Rosivaldo machado

    Meu sonho é acabar com meu ex casamento da igreja casai com quem não amava i mi separei hoje vivo com quem eu amo di verdade i não posso casar sou triste por isso a igreja tinha que analisar mais os fatos

  31. samia

    sou casada só na igreja, mais estou separada a quase quatro anos, posso anular mandando uma carta para o vaticano?

    • Oi Samia! Não se faz o procedimento com uma carta ao Vaticano. Aconselho que você leia o nosso post e procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Boa sorte!

  32. Polimercio Carneiro

    Sou divorciado, e vendo a decisão do Papa Francisco nesta terça feira 08/09/2015, quero solicitar Anulação Matrimonial da Igreja Católica. Gostaria de saber se devo procurar o Padre ou devo procurar a Diocese
    da Comunidade.

  33. fui traido por minha esposa durante o casamento posso pedir o anulamento do meu casamento?

    • Olá Erika. Na verdade, não entendi se você é homem ou mulher, porque escreveu sobre sua esposa. Se for uma união homossexual, certamente não são casados na Igreja. Se for algum erro de digitação, o processo de nulidade pode ser pedido, dependendo das circunstâncias. Para saber como, procure a Cúria Diocesana da sua diocese. Eles devem te informar melhor. Boa sorte!

  34. Frederico Luiz

    No meu caso casamos muito cedo, pra mim apesar de querer sair de casa pois éramos 11 irmãos e já não tinha tanta liberdade com as minhas coisa ela também foi mais por uma segurança do pai adotivo que até aquela não havia comunicado a ela tal situação, na verdade a união foi por nós e consentida tivemos três filhos lindos ainda nossos filhos. Com advento do trabalho a nossa vida conjugal mudou a liberdade minha e dela nos fez ficarmos mais distantes um do outro e em um dado momento veio a primeira separação e consequentemente a segunda casamos novamente ela um ano depois e eu cinco anos depois, hoje ela e viúva e eu divorciado, mas não é um próximo matrimônio que me faz pedir a nulidade, e sim com separação foi tirado de mim o direito de compartilhar da minha religião, procurei outras mas não era a que meu coração pedia, eu fui batizado e crismado na igreja do Cristo Jesus, hoje após quarenta anos da separação com 62 anos, ainda sinto a falta do sacramento da eucaristia e gostaria de faze-lo com uma adoração e devoção por Nossa Senhora de Fátima , em Fátima Portugal, antes do meu derradeiro dia aqui na terra, quem pode ajudar-me , que Deus abençoado cubra você de glória. Obrigado.

    • Olá Frederico, lamento pela sua situação. Quem sabe agora com o novo motu proprio que o Papa Francisco promulgou sua situação será mais facilmente resolvida. Procure o pároco ou um advogado canônico na sua diocese… Obrigado pelo comentário!

  35. andreia

    Oi me casei com 16 anos so que comecei a namorar com treze mas so. Foi sofrimento ele me traiu e era muito agresivo fisico e pscologicamente fiquei casada 4anos e faz 11anos q me separei nam dexava trabalha e passei ate fome eu e meu filho quando me separei ele tinha 1 ano posso pedir a anulacao .hj tenho um outro relacionamento a 3anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s